Spitzenkandidaten e voto nas eleições europeias de 2014: Um teste experimental de duas instâncias de media priming


GT 6.12 Los efectos de las características del líder y las campañas en el comportamiento de voto

Autor/a
Es necesario realizar la inscripción.
Coautor/es
José Pereira (ICS, Universidade de Lisboa)
João Moniz (Universidade de Aveiro)
Programa:
Sesión 1
Día: miércoles,20 de septiembre de 2017
Hora: 16:00 a 18:00
Lugar: Seminario Relaciones Laborales

Nas eleições europeias da primavera de 2014, apareceram pela primeira vez na história das eleições directas para o Parlamento Europeu os spitzenkandidaten, potenciais candidatos à liderança da Comissão Europeia. Entre outras actividades de campanha, estes candidatos participaram em debates transmitidos em vários países da União Europeia através do sistema Eurovision. Neste artigo, utilizando dados quasi-experimentais recolhidos durante a transmissão de um destes debates em 24 Estados-membros, pretendemos dar resposta às seguintes perguntas: será que a exposição ao debate fez com que as opiniões dos participantes a respeito destes candidatos se tornassem factores mais importantes da sua probabilidade de participação nas eleições e das suas escolhas eleitorais? Se sim, isto aconteceu apenas nos países de onde os candidatos eram originários ou é um processo observável em toda a Europa? Em segundo lugar, em que medida foram as atitudes em relação aos spitzenkandikaten moldadas pelos critérios tornados salientes pela prestação dos candidatos no debate? Através da análise do impacto das avaliações dos spitzenkandidaten nas intenções de voto, e do impacto de critérios específicos na avaliação geral dos candidatos antes e depois da exposição, pretendemos lançar luz sobre até que ponto é que este debate foi capaz de tornar mais salientes e relevantes determinadas características destes líderes, bem como a sua própria figura, junto dos espectadores.

Palabras clave: Eleições Europeias, Spitzenkandidaten, media priming, debate, quase-experiência​