Estratégias nacionais de segurança marítima


GT 3.20 Las múltiples dimensiones de la seguridad marítima

Autor/a
Es necesario realizar la inscripción.
Programa:
Sesión 1
Día: miércoles,20 de septiembre de 2017
Hora: 16:00 a 18:00
Lugar: Sala de Juntas

O desenvolvimento e a implementação de estratégias nacionais de segurança, sejam de âmbito geral, ou em domínios particulares como o marítimo, constituem tarefas complexas e difíceis de empreender, exigindo conhecimentos científicos nas áreas das relações internacionais, dos estudos de segurança e das teorias gerais da estratégia e da gestão estratégica, a par de uma boa dose de arte e de uma organização nacional capaz de gerir o processo estratégico.

Talvez por este motivo, e não obstante a crescente importância da segurança marítima no âmbito da segurança nacional e internacional, apenas alguns países, como Espanha, Estados-Unidos, França e Reino Unido, tenham já desenvolvido Estratégias Nacionais de Segurança Marítima, o que os coloca em vantagem para fazer face às ameaças e oportunidades no domínio marítimo, bem como para liderar os debates sobre segurança marítima e as negociações de estratégias marítimas internacionais, designadamente no quadro da NATO e da UE.

Na presente comunicação, apresentamos uma revisão da literatura referente aos dois principais conceitos subjacentes ao tema proposto – Estratégia e Segurança Marítima – procurando demonstrar que a intemporalidade do comportamento estratégico e a adaptabilidade do objeto da estratégia permitem conciliar escolas opostas das relações internacionais comummente associadas aos estudos estratégicos (realismo) e aos estudos contemporâneos de segurança internacional (correntes pós-positivistas). Apresentamos, ainda, uma possível definição conceptual de ENSM.

Palabras clave: Estratégia, Estratégia Nacional, Segurança, Securitização, Segurança Marítima